Bem-vindo aos nossos mundos!

0 items: R$0,00

A Era de Bronze dos Super-Heróis

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponível: Em estoque

Preço: R$39,90

Preço Promocional: R$19,95

Descrição Rápida

Autor paulistano escreve a mais completa obra sobre o gênero “super-herói” já feita no país. A Era de Bronze dos Super-Heróis aborda de maneira inédita um período da história dos quadrinhos americanos ainda não suficientemente estudado, nem mesmo em livros estrangeiros.

Mais Imagens

Detalhes

Autor paulistano escreve a mais completa obra sobre o gênero “super-herói” já feita no país. 

A Era de Bronze dos Super-Heróis aborda de maneira inédita um período da história dos quadrinhos americanos ainda não suficientemente estudado, nem mesmo em livros estrangeiros. 

Especializada em álbuns de luxo e quadrinhos de qualidade, a HQM Editoralança o seu primeiro livro teórico sobre o tema: A Era de Bronze dos Super-Heróis, o mais novo trabalho do escritor Roberto Guedes, quadrinista e editor premiado, autor de Quando Surgem os Super-Heróis(2004) e A Saga dos Super-Heróis Brasileiros (2005), ambos pela Opera Graphica.

O livro tem acabamento arrojado e formato grande, com 240 páginas belamente ilustradas (perto de 400 imagens raras ou inéditas em publicações brasileiras), dezenas de notas de rodapé e uma divisão cronológica e narrativa em cinco capítulos. Através deles, o leitor fica sabendo que a “Era de Bronze” compreende o período de publicação de 1970 até 1985. Da estréia do bárbaro Conan nos quadrinhos à mega-série Crise nas Infinitas Terras

Foi  a partir de 1970 que uma nova onda de autores invadiu em peso as redações das editoras e passou a ditar as regras do jogo. Um período fértil e rico em experiências, quando diversos títulos foram influenciados e influenciaram a cultura popular. Os anti-heróis dos gibis de horror, as heroínas do Women’s Lib, os super-heróis negros, os descolados gibis de artes marciais e os primeiros crossovers intereditoriais. 

O nascimento do Mercado Direto mudou a cara da indústria de quadrinhos americana com suas lojas especializadas (comic shops), o que redefiniu os rumos da distribuição das revistas nos Estados Unidos, e que incentivou, por tabela, o aparecimento de editoras independentes e das badaladas convenções de quadrinhos. 

O sucesso dos produtos licenciados como os gibis da banda Kiss, de Guerra nas Estrelas e do Esquadrão Atari. As publicações experimentais, os famosos magazines preto-e-branco, as luxuosas graphic novels, as mais importantes minisséries e as grandes sagas. O “renascimento” da DC, a falência da Charlton, o apogeu da Marvel Comics.

O autor mostra em detalhes tudo isso e muito mais: a trajetória dos principais mitos da arte seqüencial, como Homem-Aranha, Superman, X-Men, Capitão América, Novos Titãs, Demolidor, Incrível Hulk e Batman, o Cavaleiro das Trevas; e constata o amadurecimento e as gradativas mudanças pelas quais eles passaram, como o engajamento político de alguns e o combate às drogas de outros. 

Através da leitura de A Era de Bronze dos Super-Heróis – um verdadeiro dossiê histórico-jornalístico –, o leitor terá acesso a dezenas de depoimentos dos mais importantes roteiristas, editores, desenhistas e estudiosos americanos que viveram com intensidade toda essa época, entre eles: Stan Lee, Frank Miller, Roy Thomas, Chris Claremont, Tom DeFalco, Jenete Kahn, John Romita, Neal Adams, George Pérez, Julius Schwartz, John Byrne e Marv Wolfman (alguns destes, inclusive, foram especialmente entrevistados pelo próprio autor), com detalhes de bastidores esclarecedores quanto ao processo de criação de revistas e personagens, sobre as desavenças profissionais e a luta classista por direitos autorais. Além, claro, de um capítulo inteiro dedicado a Jack Kirby, que criou uma mitologia toda própria através dos anos.

Num epílogo apoteótico e não menos emocionante, Guedes revela os estertores da gestão Jim Shooter à frente da Marvel, que combinaria também com o novo perfil do mercado de comic books: aquele que não permitia mais a figura de um comandante centralizador. A partir da segunda metade dos anos 1980, os super-heróis ficariam menos sujeitos à criatividade de seus roteiristas e artistas, e mais afeitos às diretrizes de executivos profissionais.

A Era de Bronze dos Super-Heróis é uma obra fundamental para colecionadores, pesquisadores, universitários de comunicação, jornalistas especializados e mesmo para curiosos em geral, pois cobre de maneira objetiva, precisa e, claro, muito divertida – como pede o tema –, o período de maior transformação dos famosos superseres na terra do Tio Sam.


e Roberto Guedes
Prefácio de Marcio Baraldi
Capa de Daniel HDR
Cores de capa de Bruno Nucci
240 páginas

Informação Adicional

Autor Sem Informação Disponível
Editora Sem Informação Disponível
Paginas Sem Informação Disponível
Estado de Conservação Bom

Facebook Reviews